março 30, 2006

De batre mon couer s´est arrêté

...

Lisboa, 2006


Podia morrer por uma só dessas coisas
que trazemos sem que possam ser ditas:
(...)
e na única forma que tem de acompanhar-te
o meu coração bate
.

Tolentino Mendonça
...

6 comentários:

Armindo de Jesus disse...

a vestir-te
o corpo
nu

ou a sede
que é minha

ou a seda
que és tu


david mourão ferreira

Ana disse...

...de tanto parar o
meu coração bateu.


um
passou-bj.

Ana disse...

Lindissimo
Vasco...
:)

Carla Luis disse...

:)
As always...
***

m disse...

bravo.

(THE BODY)

Baggio disse...

(THE SOUL)