julho 21, 2006

Wake me up when September ends

...

Bruxelas, 2005


Rêver un impossible rêve
Porter le chagrin des départs
Brûler, d'une possible fièvre
Partir, où personne ne part
Aimer jusqu'à la déchirure
Aimer, même trop, même mal
Tenter, sans force et sans armure
D'atteindre l'inaccessible étoile
Telle est ma quête
Suivre l'étoile
Peu m'importent mes chances
Peu m'importe le temps
Ou ma désespérance
Et puis lutter toujours
Sans questions ni repos
Se damner
Pour l'or d'un mot d'amour
Je ne sais si je serai ce héros
Mais mon coeur serait tranquille
Et les villes s'éclabousseraient de bleu
Parce qu'un malheureux
Brûle encore, bien qu'ayant tout brûlé
Brûle encore, même trop, même mal
Pour atteindre à s'en écarteler
Pour atteindre l'inaccesible étoile

(tiré de l'Homme de la Mancha, 1968)
...

7 comentários:

Baggio disse...

Sou o meu próprio Sancho Pança.

A.P. disse...

Isso é uma coisa difícil de atingir... consegurimos ser o nosso próprio Sancho Pança.
Gostei da imagem :)

Armindo de Jesus disse...

o newman sucupira dizia seo o francês uma língua de homosexuais...

Alex disse...

Se eu te dissesse que hoje é dia 1 de Setembro tu acreditavas?

Não dava muito jeito o verão passar assim tão depressa mas se só voltas em Setembro bem que podiamos encurtar um bocado o tempo :-)


É tempo a mais para ficarmos sem as tuas fotos e as tuas músicas!

Isto fica registado no livro de reclamações :-)


Beijo para ti

m disse...

ok

Alex disse...

Onde estás?
Onde foste?

Já quase que sei francês.

A. disse...

...olha que não me esqueço.e
será mesmo na hora certa.00h

depois vai mostrando tudo o
que por (um acaso reparaste)...;)

até já.