novembro 23, 2009

Tudo ou sobrou ou foi pouco, não sei qual

...

Sul, 2009
...

3 comentários:

leandroribeiro disse...

Tu andas sempre a fotografar Deus :)

Baggio disse...

Leadro: «Deus é um astronauta. Um contrapontista que dança valsas e boleros ao espelho, sem par. Sempre a tentar chamar a atenção daqueles que nunca olham para cima. No escuro sente-se mais seguro, mas nunca deixa de contar os andares que o separam do chão. Deus é um hipocondríaco que esconde as cicatrizes. Ninguém crê num Deus que não tenha voz de tenor. Ensaia à janela árias pentatónicas nas noites em que os jactos não o deixam dormir. Espera sentado na penumbra até fazer-se gente. Adormece, então, entre lamentações, dois gatos e um rádio de pilhas. A saudade é um poço sem fundo. A noite enterra aqueles que morrem de amores & aqueles que seguram com as mãos o que ainda falta ruir. Deus esfrega os olhos tarde demais e finge que não vê o vazio daqueles que o chamam na rua, sem decoro. Um pouco de fé, senhores».

ruimnm disse...

Fantástica imagem!
E os caçadores não andavam por lá?!