outubro 24, 2005

Freight train running

...

Lisboa, 2005

Talvez me encontres
talvez possa fazer qualquer coisa por ti
qualquer coisa simples
quase inútil
quase ridícula
oferecer-te uma sílaba
um conselho
um cigarro
.

Alexandre O'Neill, 1951
...

7 comentários:

M disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
M disse...

Aceito o cigarro ... mas os conselhos.. é que há um poema que diz qualquer coisa nesse sentido, dou-lhes conselhos ... os meninos ... dispenso conselhos ... enfim prefiro o cigarro!

um estranho disse...

Tão bonito Baggio.
E o que dirá ela?

A.na disse...

Faz-me...

"uma Tortilha de
banana «À la Havanaise»
feita de pedáços de yang,
do Kamassutra:
Enfim,um elixir vitae."

(E.L./A.O)

Mariana disse...

que coisa!

:)

M disse...

Confesso que tenho uma especial irritação com a Sra. referida mas percebo a intenção!
Tenho pena que tenha sido essa a escolhida, podia ser uma menos espiritual!Já que é para pedir que fosse uma boazona e simpática chegava para as intenções ... quais são as intenções???

M disse...

Ah! Assim sendo as intenções são as melhores!